PARNA CAVERNAS DO PERUAÇU E SERRA DAS ARARAS - agosto de 2015

Entre os dias 02 e 07 de agosto de 2015 realizei o desejo de voltar ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, que eu havia visitado com os amigos da Ecoavis em maio de 2013. No PARNA predomina o bioma Caatinga e é possível encontrar, além de espécies típicas desse bioma, outras típicas da região conhecida como "Médio São Francisco". Em seguida conheci um pouco da região noroeste de Minas, onde predomina o cerrado. O entorno da Serra das Araras (município de Chapada Gaúcha) tem grandes unidades de conservação que mantêm o bioma preservado, uma beleza cênica que eu desconhecia. Me acompanharam nessa jornada os amigos e clientes Kleber Fonseca e Nelson Cabral Pedro, a quem sou muito grato pela companhia, risadas e confiança em meus serviços como guia de birdwatching. Não posso deixar de mencionar meus agradecimentos especiais ao amigo Daniel Dias, cuja ajuda foi fundamental no planejamento da expedição. Foram 2.000 km rodados, sendo 500 deles em estradas de terra.

As imagens exibidas nessa galeria estão em baixa resolução, adequadas para visualização via internet. São protegidas pela Lei do Direito Autoral, Nº 9.610, de 19/02/98, e é proibida qualquer reprodução ou divulgação, com fins comerciais ou não, sem a prévia autorização do autor. Para solicitar autorização de uso e arquivos em alta resoluçãoentre em contato.​

choca-do-nordeste
choca-do-nordeste

Sakesphorus cristatus - A passagem pelo Parque Nacional Cavernas do Peruaçu começou com galhos. Caatinga é assim mesmo...

press to zoom
choca-do-planalto
choca-do-planalto

Thamnophilus pelzelni

press to zoom
arapaçu-do-nordeste
arapaçu-do-nordeste

Xiphocolaptes falcirostris - Esse era uma das espécies que mais queríamos encontrar no Peruaçu.

press to zoom
pica-pau-anão-pintado
pica-pau-anão-pintado

Picumnus pygmaeus

press to zoom
arapaçu-de-wagler
arapaçu-de-wagler

Lepidocolaptes wagleri - Outra raridade que pode ser encontrada no PARNA.

press to zoom
anhuma
anhuma

Anhima cornuta - Não esperava encontrá-las dentro do parque. Mas, quase na hora do almoço, dois indivíduos apareceram sobrevoando o local onde estávamos.

press to zoom
rapazinho-dos-velhos
rapazinho-dos-velhos

Nystalus maculatus

press to zoom
maria-preta-do-nordeste
maria-preta-do-nordeste

Knipolegus franciscanus

press to zoom
alegrinho-balança-rabo
alegrinho-balança-rabo

Stigmatura budytoides - Uma escapada até as margens do Velho Chico...

press to zoom
batuíra-de-esporão
batuíra-de-esporão

Vanellus cayanus - O São Francisco agoniza na região de Januária. Desmatamentos em suas margens levam muita areia ao leito do rio, deixando-o raso e formando enormes bancadas onde a água deveria correr livre.

press to zoom
choca-barrada-do-nordeste
choca-barrada-do-nordeste

Thamnophilus capistratus

press to zoom
PARNA Cavernas do Peruaçu
PARNA Cavernas do Peruaçu

As rochas e a mata seca.

press to zoom
tem-farinha-aí
tem-farinha-aí

Myrmorchilus strigilatus - Dele eu consegui uma única foto. Felizmente a melhor que fiz dessa bela espécie até hoje.

press to zoom
chorozinho-da-caatinga
chorozinho-da-caatinga

Herpsilochmus sellowi

press to zoom
torom-do-nordeste
torom-do-nordeste

Hylopezus ochroleucus - Foi a terceira vez na vida que me encontrei com ele e a primeira em que consegui registrá-lo.

press to zoom
Pinturas rupestres
Pinturas rupestres

Antes de encerrar nossa visita ao PARNA, uma trilha até as pinturas rupestres. Ali há um nos maiores conjuntos delas que se conhece no Brasil. Nessas, que datam de 7 a 10 mil anos, é possível ver as marcações de dias que as tribos nômades passavam na região, assim como as figuras de animais entalhadas na pedra (parte inferior da imagem).

press to zoom
Veredas
Veredas

Nosso segundo destino era a região de Serra das Araras, município de Chapada Gaúcha, já no cerrado. Visitamos uma grande unidade de conservação, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Veredas do Acari.

press to zoom
Berlepschia rikeri
Berlepschia rikeri

limpa-folha-do-buriti - Nesse ambiente encontramos outra das espécies que mais queríamos ver durante a expedição. Uma foto só para registro, mas que me deixou pra lá de satisfeito. Bicho raro em Minas.

press to zoom
periquito-rei
periquito-rei

Eupsittula aurea

press to zoom
coruja-buraqueira
coruja-buraqueira

Athene cunicularia - O bicho é comum, mas com uma composição dessa não tem como deixar de fotografar.

press to zoom
sebinho-rajado-amarelo
sebinho-rajado-amarelo

Hemitriccus striaticollis - No caminho para o Parque Estadual Serra das Araras encontramos essa belezinha.

press to zoom
Cerrado
Cerrado

Na torre de monitoramento do parque pudemos ter uma visão bem ampla da região. Cerrado bem preservado a perder de vista e a bela Serra das Araras ao fundo.

press to zoom
arara-canindé
arara-canindé

Ara ararauna

press to zoom
gaviãozinho
gaviãozinho

Gampsonyx swainsonii - 11:20 da manhã, o calor e a vontade de almoçar já tomavam conta de nosso grupo, até que o Nelson viu um ponto branco no alto do eucalipto... Mais uma surpresa, o menor gavião do Brasil, outro bicho pouco encontrado nas Minas Gerais!

press to zoom
suiriri-da-chapada
suiriri-da-chapada

Suiriri islerorum - Muito legal o display dessa espécie.

press to zoom
tiê-do-cerrado
tiê-do-cerrado

Neothraupis fasciata

press to zoom
Velho Chico
Velho Chico

Na volta pra casa atravessamos o Velho Chico de balsa, no município de São Francisco. Nesse ponto a agonia do rio parece mais branda, resta saber até quando...

press to zoom